Praias e Ilhas

>Enseada do Bananal

Postado em Atualizado em

>

A origem do nome vem de uma antiga plantação de bananas que existia em uma fazenda próximo ao local. No inicio era apenas uma vila de pescadores, após a imigração japonesa no Brasil algumas famílias migraram para Angra e se fixaram no Bananal onde instalaram diversas fábricas de sardinha enlatada, essa atividade perdurou por muitos anos no Bananal, até que, com o declínio da pesca as fabricas fecharam, e deram lugar a pousadas que aproveitaram a beleza exuberante do local para dar um novo impulso ao turismo da Ilha Grande.Ainda hoje a presença da colônia japonesa continua forte e presente na Enseada do Bananal e a prova disso está nas belas e aconchegantes pousadas que são administradas por seus descendentes.

Dentre as várias atrações da Enseada do Bananal podemos citar:
Praia do BananalPraia de águas calmas e transparentes que tem como principal atrativo sua areia monazítica(areia com propriedades medicinais devido a sua composição radioativa) e suas pousadas.
Praia de Matariz que abriga um pequeno vilarejo, uma antiga fábrica de sardinha já desativada e a Igreja do Divino Espírito Santo, que tem sua calçada cravejada de vidros coloridos com temas ecológicos.
O local abriga também os restos de um helicóptero naufragado em 1998 (que vitimou o proprietário do Hotel Glória Eduardo Tapajós)
Coordenadas: GPS: 23º 9, 582′ S / 44º 20, 932′ W
Localização: Laje do Matariz
Profundidade: 8 m
Visibilidade: de 3/12 metros
Estado: Bom
Mirante do Bananal, onde se tem uma visão panorâmica de quase todas as praias deste lado da ilha.
Trilha Bananal – Sitio Forte
Nessa trilha, você encontrará as fazendas aquáticas de cultura de mexilhão, percorre-se também as praias de Matariz, Jaconema, Passaterra, Maguariqueçaba, do Marinheiro e o manguezal antes de chegar ao Sitio Forte.
Distancia: 5 Km
Tempo: 2h30min – 3h
Nivel: Leve
Trilha Freguesia de Santana – Bananal
Nessa trilha, percorre-se o mar próximo à Lagoa Azul (um mergulho vai muito bem lá) e também as praias da Baleia, Grumixama, de baixo, do Bananal pequeno e o Mirante do Bananal.
Distancia: 4 Km
Tempo: 1h – 1h30min
Nivel: Leve
Anúncios

>Ilha de Itanhangá

Postado em Atualizado em

>Pequeno paraíso com possibilidade de caminhadas, mergulho, canoagem e até escaladas. A vista de cima do cume da ilha é de impressionar. Conhecida pelas festas de famosos, a ilha é muito explorada para esportes radicais, com um cume com 100 m de altura. Num restaurante da ilha é possível saborear uma das melhores moquecas da baía de Angra. Quem quiser pernoitar na ilha, existem chalés rústicos e a luz é de gerador. Uma das mais concorridas da Baía da Ribeira. Fica pertinho da da Ilha de Paquetá. Águas esverdeadas, límpidas e mornas. A 10 minutos do centro a partir do Cais de Santa Luzia.

>Ilhas Botinas

Postado em Atualizado em

>Também conhecidas como “Ilhas irmãs” ou “Ilhas Gêmeas” devido à semelhança entre elas, dependendo do ângulo de visão. Principal cartão postal da cidade possuem o privilégio de abrigar um dos pontos da baia onde a água é mais limpa. Conta a lenda local que as ilhas eram apenas uma que fora dividida ao meio por um navio pirata. Com o formato de um par de sapatos, seus principais atrativos são águas incrivelmente transparentes e areias brancas. A profundidade chega a 10 metros e convida para mergulho e snorkeling. Ponto de parada em quase todos os passeios marítimos. A 15 minutos do Cais de Santa Luzia.

>Ilha de Cataguases

Postado em Atualizado em

>As ilhas de Cataguases e do Peregrino localizam-se na parte ocidental da entrada da Baía de Jacuecanga, ao sul da enseada da Mombaça, junto da ponta do Peregrino. A 500 m do continente. Tratam-se de dois pequenos afloramentos da Serra do Mar, unidos por estreita faixa arenosa. Vegetação densa, chegando a adentrar na praia, formando grande área de sombra. Situada bem próxima, destaca-se a Ilha do Peregrino, com sua praia particular de frente para a Ilha de Cataguases, esta pertencente à Prefeitura de Angra dos Reis e caracterizada por ser uma área de lazer, bastante freqüentada nos fins de semana e feriados, e estar em área propícia para esportes náuticos. A Ilha de Cataguazes é uma das mais bonitas da Baia da Ilha Grande. Rodeada de uma areia branco neve, com água muito limpa, de coloração verde esmeralda. O reconhecimento de sua beleza se dá em forma de campanhas publicitárias, novelas e comerciais que já fizeram deste cenário o protagonista de seus scripts. Destino certo de passeios de saveiros e escunas. Repleta de pitangueiras é ótima para piqueniques. É a ilha mais próxima do continente, bastante freqüentada por turistas que preferem os passeios mais curtos. Acesso a partir do Cais de Santa Luzia em Angra, a 10 minutos do centro da cidade.

>Ilha da Gipóia

Postado em Atualizado em

> É a segunda maior ilha de Angra dos Reis, possui ótima estrutura para o turismo com diversas pousadas, bares, restaurantes e diversas moradias, além de ter fácil acesso e ser umas das ilhas mais próximas ao continente (cerca de 20 min partindo de Angra) nela se localizam as badaladíssimas Praias de Jurubaíba (Dentista), e das Flechas, de onde partem as embarcações durante a Procissão Marítima na virada do ano. Há também boas opções para o surfe, como as Praias Grande e das Feras. E também a Praia da Piedade que é ótima para as famílias pois possui água calma e limpa além do bonito visual que inclui a Igreja da Piedade.
É possível fazer uma gostosa caminhada da Praia da Piedade até a Praia das
Flechas, passando pela Praia da Fazenda, numa trilha bem tranqüila pelo litoral da ilha, há também a Praia do Amaral,(esta não possui infra-estrutura, estando sempre mais deserta).

>Enseada de Palmas

Postado em Atualizado em

> Acesso marítimo a 5 milhas da Vila do Abraão. Está localizada na península oriental da Ilha Grande entre a Ponta do Cafua e a Ponta da Praia Grande. As encostas em torno da enseada ainda se mantêm recobertas com vegetação nativa e exuberante na sua maior parte. Em seu interior estão as Praias dos Mangues e a Praia Grande das Palmas que apresenta esta última toda a orla circundada de Palmeiras.Na entrada da Enseada está a Ilha das Palmas famosa pela verdadeira floresta de Palmeiras e seus costões íngremes. Suas águas são verdes transparentes e mornas com profundidade média de 10m e fundo de areia e cascalho. A área é propícia para pesca miúda e de arrastão sendo constante a presença de currais de peixes.A energia elétrica do local é fornecida através de moto-geradores. Não há comércio desenvolvido e nenhum serviço. Palmas é um dos “points” do verão na Ilha Grande. Movimento durante o dia e muito sossego à noite.A Praia Grande de Palmas possui com cerca de 600 metros de extensão, com areia clara e grossa em uma das extremidade onde o mar bate um pouco mais forte e a praia fica mais funda. No outro extremo é bem calmo com areia mais fina. Águas verdes e claras. Sua população residente é formada basicamente por pescadores.Esta linda praia é muito procurada no verão para a prática do camping. Há vários pequenos estabelecimentos que vendem bebidas, lanches, doces, salgados e refeições.Chega-se em Palmas através de barco ou trilha partindo da Vila do Abraão.Existe outro acesso à enseada feito por uma trilha que liga a enseada à Praia de Lopes Mendes.

Em palmas não deixe de visitar as Praias do Mangue, Pouso, Aroeira, Recife e Praia Grande de Palmas.

História
Em Palmas existiam fazendas que utilizavam mão-de-obra escrava no cultivo da cana de açúcar e do café. Batalhas navais também foram travadas lá. Os sinais daquela época são perceptíveis neste local que foi, no século XIX, um dos locais mais habitados da Ilha Grande.

>Praia de Lopes Mendes

Postado em Atualizado em

Lopes Mendes localiza-se no lado oceânico da Ilha Grande, é considerada por muitos como uma das praias mais bonitas do Brasil.
A praia, de 3 km de extensão, caracteriza-se pela areia fina e branca e águas rasas agitadas pelas ondas. As águas transparentes exibem várias tonalidades que vão do azul ao verde esmeralda. Apesar de ser rasa e apta para banhos, as fortes ondas atraem também
muitos surfistas. A praia é totalmente desabitada, sendo delimitada por uma vegetação exuberante de restinga.Não possui luz elétrica nem estrutura para acomodação de turistas.Omar agitado dificulta o atracamento de barcos, mas em dias de 

mar calmo é possível atracar do lado esquerdo da praia. Muitos turistas chegam à praia por uma trilha que parte da Enseada de Palmas localizada do outro lado da Ilha e que dura aproximadamente 40 minutos.Na Enseada de Palmas chegam diariamente barcos que trazem turistas da Vila do 

Abraão e outras partes da Ilha com o objetivo de visitar Lopes Mendes.