Mergulho em Angra/Naufrágios

>Mergulho Ilha Grande

Postado em Atualizado em

> Mergulho Ilha Grande
A Baía da Ilha Grande é hoje um dos principais locais de mergulho do país. Suas águas claras e calmas abrigam cerca de 50 pontos de mergulho, entre ilhas, costões rochosos, lajes e naufrágios, e atraem turistas do Brasil e exterior. Além da fauna marinha exuberante, as águas calmas são ideais para quem se inicia no esporte. Angra dos Reis abriga diversas empresas de mergulho, e a maioria dos hotéis e pousadas oferece este serviço, bem como passeios por toda baía.
Citaremos abaixo os principais locais de mergulho da Baía da Ilha Grande:
Ilha das cobras, Ilha de Búzios
As ilhas de Búzios e Cobras são relativamente semelhantes, pois o mergulho é realizado nos parcéis que estão junto a estas ilhas. São pedras sobrepostas formando passagens, numa profundidade que varia entre 4 e 12 metros.

Ilha do Brandão, Ilha Redonda, Ilha da Josefa, Ilha do Papagaio
Nas ilhas do Brandão, Redonda, Josefa e Papagaio o mergulho é feito em costão, onde pode-se observar uma grande quantidade de esponjas, corais e peixes multicoloridos de pequeno porte. A profundidade varia em torno de 0 e 8 metros.

Laje dos Coronéis e Parcel dos Coronéis
O Parcel dos Coronéis é um dos pontos mais belos da Baía de Angra dos Reis. A sua formação de passagens cria um verdadeiro labirinto. Com uma profundidade que varia entre 8 e 30 metros, este ponto só permite a prática do mergulho autônomo. É necessário mais de um dia para conhecer toda a beleza do local.

Ilha Imboassica, Ilhas Queimadas (grande e Pequena) e Laje Zatim
A grande quantidade de corais, esponjas e peixes de pequeno porte são as principais características destes pontos de mergulho, feito em costão. A profundidade varia entre 0 e 12 metros.

Ilhas Botinas e Ilha dos Porcos
Cartões postais de Angra dos Reis, estes pontos são excelentes para a prática do snorkel e autônomo. Com profundidade entre 0 e 8 metros e águas muito claras.

Laje Preta
Mais um ponto de mergulho em costão. Profundidade variando entre 4 e 12 metros, a partir daí a água se torna muito fria e escura.

Naufrágio Bezerra de Menezes e Laje dos Homens
O vapor Bezerra de Menezes naufragou na Baía de Angra dos Reis, no ano de 1860, nas proximidades da ponta da cidade.

Naufrágio Pinguino
Cargueiro Panamenho de 70 metros, afundado em 1967, ainda permanece inteiro e permite ao mergulhadores passear por seus compartimentos( 3 porões, sendo 2 de vante e 1 de ré, praça de máquina e cabine de comando). É um dos pontos mais procurados em Angra dos Reis. A profundidade varia em torno de 15 a 20 metros.

Naufrágio Califórnia
Navio Brasileiro naufragado em 1866, na enseada de Araçatiba, próximo a Praia Vermelha na Ilha Grande.Laje de Matariz
Tem como principal atrativo um helicóptero afundado. Sua profundidade varia entre 6 e 10 metros.

>Mergulho em Naufrágios

Postado em Atualizado em

> Navio Pinguino
É o mais recentes dos grandes naufrágios da Baía de Angra, o Pinguino naufragou em 1968. Depois de uma semana queimando ao mar, a Capitania dos Portos na época mandou que a tripulação abrisse as comportas e afundasse o navio, que estava carregado de Cera de Carnaúba. Quem mergulha sobre seus destroços pode explorar todo o navio; sua estrutura está em boas condições de exploração a cerca de 18 metros de profundidade. O navio é formado por três convés, cabines para tripulação, cabine de comando. Seus restos servem de
berçário para muitas espécies de peixes e crustáceos dentre eles os Sirianto (tipo de anêmonas), Peixe-Frade, Estrelas-do-Mar e muitas Algas. Do navio, os saqueadores retiraram a âncora, hélice, escotilhas de cobre, luminárias e roda do leme. Fonte: Arquivo Nacional

>Mergulho em Naufrágios

Postado em Atualizado em

> Navio Califórnia
Registra a maior história de saque da Baía da Ilha Grande. Era um navio de rodas a vapor, construído no século XIX. Atualmente não há mais nada em seu local de naufrágio. Tudo foi saqueado ou destruido, inclusive o seu casco que foi explodido pela Marinha durante exercícios militares. O Califórnia carregava armas, sedas e linhas de ouro para costura da roupa de jesuítas. Incendiou-se e afundou em 1866, na enseada de Araçatiba, perto da Praia Vermelha, na Ilha Grande. Fonte: Arquivo Nacional

>Mergulho em Naufrágios

Postado em Atualizado em

> Bezerra de Menezes
Naufragou em 1860. Era um vapor que carregava madeira, café e licor. Navegava à noite quando trombou numa Laje Alagada(Pequena formação de pedras), na época, não sinalizada nas cartas náuticas. Hoje restam apenas o mastro e a caldeira, pois os exploradores-piratas levaram o resto, inclusive os mictórios e moedas de ouro. Chegaram a dinamitar o casco do barco para tirar a hélice. Quem mergulha sobre os destroços do Bezerra percorre oito metros até encontrá-los no fundo. A visibilidade é média. Fonte: Arquivo Nacional

>Mergulho em Naufrágios

Postado em Atualizado em

> Navio Negreiro
Afundou em 1852, próximo a Praia do Bracuhy. A história diz que o encarregado do navio tinha acabado de vender os escravos quando apareceu a fiscalização, na época o comércio negreiro já estava proibido. Desesperada, a tripulação ateou fogo no navio e fugiu com o dinheiro da venda. Pouco resta do navio somente o mastro e a parte do casco estão intactos, graças à proteção da lama. Dele, os exploradores só tiraram madeira, pois os navios negreiros eram pobres.

>Mergulho em Naufrágios

Postado em Atualizado em

> Aquidabã
O encouraçado Aquidabã afundou em Janeiro de 1906, nessa época era a nau capitania da esquadra brasileira e realizava serviços na área de Angra dos Reis. Naufragou na Ponta Leste, na entrada da baía de Jacuecanga, encontra-se no fundo a uma profundidade que varia de 15 à 18 metros, devido ao fundo da região ser lodo, o mergulho só é possível em dias de água clara, para que se possa ter a melhor visibilidade possível, deve-se ter atenção, pois existe muitos ferros soltos e pontas no fundo, para o risco de ficar preso nas ferragens e/ou acidentes. Uma das caldeiras da embarcação continua intacta até hoje

Nível de Experiência Recomendado: Mergulho Avançado, Mergulho em Naufrágios ou Similar.