>Trilhas Ilha Grande

Postado em Atualizado em

> Abraão

A Vila de Abraão pode ser considerada a “capital” da Ilha oferecendo estrutura de pousadas, campings, restaurantes, supermercado, farmácia, correios, posto de saúde, polícia e outros serviços, além de possuir transporte com freqüência para Angra dos Reis e passeios de escuna para as principais praias da Ilha.

Conhecer a Igreja de São Sebastião, caminhar por suas ruas e praias, adquirir artesanato e simplesmente desfrutar do local é realmente um bom programa.

Do Abraão temos várias opções de roteiros:

Abraão – Lazareto (antigo leprosário) – Praia Preta
Direção: A noroeste de Abraão
Duração: 30 minutos (ida)

Seguindo a estrada beira-mar olhando para o Oceano, caminhar para o lado esquerdo. O acesso é todo feito por estrada. Durante o trajeto passa-se por uma ponte, por ruínas de um portão e assim que encontramos várias palmeiras imperiais, viramos a direita paralela ao Rio.

O Lazareto foi construído em 1871 como hospital, depois passou por leprosário e foi depois transformado em Colônia Penal e, em 1932, lá ficaram presos os líderes do movimento constitucionalista e personalidades como Graciliano Ramos, Orígenes Lessa, Agildo Barata, entre outras. Em 1940 voltou a funcionar como presídio comum, até 1963, quando os presos foram transferidos para a Colônia Penal de Dois Rios, do outro lado da Ilha Grande. Nesta época o prédio foi demolido por ordem do Governador do Estado. É possível verificar as ruínas das celas e alguns cômodos.

Continuando paralelamente ao Rio, após alguns metros chega-se a Praia Preta.

Do Lazareto, é possível chegar ao Aqueduto. Ao invés de retornar pelo caminho que leva a Abraão, vire logo à direita e daí são aproximadamente 10 minutos.

Abraão – Aqueduto – Cachoeira da Feiticeira
Direção: a noroeste de Abraão
Duração: 30 minutos até Aqueduto 1h30 minutos até a Cachoeira da Feiticeira

Seguindo a estrada beira-mar olhando para o Oceano, caminhar para o lado esquerdo. A trilha de acesso situa-se em uma bifurcação no lado esquerdo (há placas).

O Aqueduto é construção de 1884 que abastecia de água o Lazareto. Entre seus arcos passa uma trilha. Indo a esquerda chega-se a um rio, que forma uma piscina natural, muito procurada para banhos. Passando sob os arcos a trilha nos leva a Cachoeira de Feiticeira. Depois de aproximadamente 5 horas caminhando, após o Aqueduto, existe uma pedra de uns 60 cm de altura com uma seta, mostrando a bifurcação à esquerda. A entrada não é evidente, é preciso cuidado para localizar. A trilha de acesso segue por uma abrupta subida, e depois há um acentuado declive. Assim que descer, acompanhe o riacho até a chegada da Cachoeira. É a principal cachoeira da Ilha com cerca de 15 metros de queda.

Abraão – Pico do Papagaio
Direção: a sudoeste de Abraão
Duração: 3h30 minutos

O Pico do Papagaio é o segundo ponto mais alto da Ilha Grande com aproximadamente 990 m de altitude. O planejamento para subida envolve o acompanhamento de um guia devido as várias bifurcações, a escolha de um bom dia de sol para apreciar a vista do alto e o cuidado com o abastecimento de água.

O acesso da trilha é feito através da estrada que liga Abraão a Dois Rios, onde é recomendado se abastecer de água. A entrada para a trilha é na primeira bica do lado direito da estrada, onde começamos a subir por pedras. É uma subida longa e cansativa, em mata fechada e com a trilha pouco marcada em alguns pontos. Só existem mais dois pontos de abastecimento de água no percurso, o último mais ou menos no fim do primeiro terço do caminho.

A trilha continua por entre a mata e leva a umas rochas, que devem ser contornadas pela direita. Ainda não é o pico, falta um pouco. Passa-se por um bambuzal, chega-se a uma pequena mina d’água, imprópria para consumo. Continue subindo até chegar a um paredão de pedra, agora sim é o Pico. Contorne pela esquerda. A trilha leva ao topo sem que seja preciso escalar. Deve-se tomar muito cuidado lá em cima, pois o espaço é mínimo e uma queda pode ser fatal. Aproveite a vista panorâmica. De lá se avista as cidades de Angra dos Reis e Mangaratiba, Ilhas de Marambaia e Jorge Grego, Enseadas das Estrelas e do Abraão, Praias de Lopes Mendes e Dois Rios e outros locais. É um espetáculo deslumbrante.

Abraão – Dois Rios (via continente)
Direção: a sudoeste de Abraão
Duração: 1h30 minutos

A estrada que liga a Vila do Abraão até a Dois Rios começa ao lado do campo de futebol e segue em direção oposta ao mar. É uma subida longa, cheia de curvas. Após uns 40 minutos de subida chega-se ao mirante de onde se avista toda a Vila e a Enseada de Abraão. Seguindo em frente o caminho torna-se suave e logo começa a descer. Quase chegando a Vila de Dois Rios um riacho acompanha a estrada. No final do caminho duas fileiras de palmeiras imperiais marcam a chegada na vila onde funcionou a Colônia Penal Cândido Mendes. As ruínas do presídio ainda resistem ao tempo. É possível ver a antiga cozinha, a administração e algumas celas com ferros retorcidos e um amontoado de concreto. Além disso, vale imaginar a fuga espetacular de helicóptero de Escadinha, um dos grandes ladrões brasileiros.

Na Vila de Dois Rios também se encontra um centro de pesquisa da UERJ (Universidade Estadual do RJ).

Dois Rios – Caxadaço
Duração: 1h40 minutos
Caxadaço já foi considerada uma das 10 mais bonitas praias do Brasil, e não é pra menos. O cenários é maravilhoso, são apenas 30 metros de praia encravado num pano de fundo de uma mata densa e exuberante. As rochas que a cercam dá um contraste todo especial formando uma piscina natural límpida e transparente. Quem gosta de belos visuais, a praia é imperdível.

Saindo de Dois Rios pela estrada de acesso a Abraão, com apenas alguns minutos encontra-se a entrada da trilha à esquerda, há uma placa. A trilha também é encantadora e bem evidente.

Chegando em Caxadaço, é possível por uma trilha duvidosa chegar as praias de Santo Antônio e Lopes Mendes. É recomendado seguir as outras alternativas, mas para aqueles que se aventurarem, a trilha, na dúvida, segue sempre pela esquerda.
Há água potável no trajeto.

Abraão – Palmas – Lopes Mendes
Direção: a sudeste de Abraão
Duração: 1h20 minutos até Palmas 2h20 minutos até Lopes Mendes

Seguindo a estrada beira-mar olhando para o Oceano, caminhar para o lado direito. A trilha de acesso situa-se no canto direito do fim Praia do Abraão. Após 100 m, ela se bifurca. Seguindo a direita, começa uma subida no morro por dentro da mata. Após 15 minutos de caminhada a trilha se divide e o caminho correto é o da direita. A subida é longa e constante, do alto a vista da “Enseada do Abraão” recompensa o sacrifício. Seguindo a trilha em declive, chegamos ao primeiro ponto com água potável.

Continuando, chega-se a “Praia Grande das Palmas”, com os seus 600 m de extensão e areia grossa, águas verdes e transparentes. Possui um antigo vilarejo de pescadores, pousada, camping, restaurante e bar. Quase no fim da praia a trilha continua. Segue -se por uma trilha larga que leva à “Praia dos Mangues”, com uns 500 m de extensão, areia fina, águas verdes. Existe um hotel, restaurante e bar. No fim da praia a trilha segue por mais 50 m passando pelas ruínas de um ancoradouro e após alguns metros vire a direita. Ande até que encontre uma bifurcação seguindo pela esquerda, haverá uma rápida descida até chegar a Lopes Mendes. Areia fina branca, água muito transparente e cerca de 3 km de extensão faz de Lopes Mendes uma das mais bonitas praias da Ilha Grande. No canto esquerdo da praia existe um restaurante bem rústico e no direito as ondas são ótimas para prática de surf e bodyboarding.

Praia de Santo Antônio
Duração: 20 minutos à partir de Lopes Mendes
Para quem vem de Palmas sentido Lopes Mendes, basta continuar reto seguindo as placas indicando Santo Antônio. Continue sempre na trilha principal. Haverá uma bifurcação onde virando à direita é o acesso para Caxadaço. Esta trilha para Caxadaço é duvidosa, onde é recomendado cuidado para não se perder. Após esta bifurcação em alguns minutos você estará na belíssima praia de Santo Antônio.

Com aproximadamente 100 metros de extensão, a paisagem da praia é composta por rochedos imprimindo um charme incorporado com as águas límpidas, areias brancas e finas. Com certeza, é uma das praias que não pode deixar de ser visitada.

Farol dos Castelhanos
Duração: 2h30 minutos à partir da Escola de Aroeira

Em 1900 foi construído um dos primeiros faróis do Brasil, o Farol dos Castelheanos. São 14 metros suportados por paredes de 1 metro de espessura, e ainda o vovô Castelheanos continua guiando os caminhos dos mares.

O caminho segue à partir da Escola Municipal de Aroeira (próximo a Lopes Mendes) em uma bifurcação à esquerda. A trilha de acesso é difícil, atravessa várias propriedades, mas o visual é recompensador com vista para o mar aberto e para a Restinga da Marambaia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s